Tipos De Ergonomia E Suas Principais Definições

Conheça Agora Os Tipos De Ergonomia Existentes E As Suas Principais Definições

 

Se você é um empreendedor ou tem um escritório de negócios, deve ter ouvido algumas informações sobre a ergonomia. Porém, assim como muita gente, desconhece os tipos de ergonomia que existem e quais são as suas definições.

 

Contudo, é de suma importância entender os seus conceitos para garantir o bem-estar dos funcionários da empresa e, consequentemente, melhorar o desempenho da equipe.

 

Para uma empresa trazer melhorias e garantir a saúde dos seus funcionários, é necessário conhecer a fundo as particularidades de cada setor.

 

Dito isso, a ergonomia vai além de só proporcionar conforto dos funcionários no seu ambiente de trabalho. Depende também da organização da empresa e da relação dos trabalhadores com o espaço onde executam sua atividades.

 

O que é Ergonomia?

A ergonomia é uma área muito importante que estabelece princípios entre o homem e as atividades operações que ele executa. Com isso, ela busca promover a perfeita integração entre as condições de trabalho ao considerar as limitações, físicas e psicológicas do indivíduo e do sistema produtivo.

 

Para a ergonomia aumentar a eficiência organizacional, saúde, a segurança e conforto dos funcionários, são avaliadas algumas questões como:

 

  • A postura dos trabalhadores ao executar suas funções rotineiras, por exemplo diante de um computador. Onde passam maior parte do dia sentados, muitas vezes com uma postura irregular.

 

  • Os movimentos corporais realizados pelos funcionários durante suas atividades, que podem até mesmo causar uma lesão brusca de articulações e outras partes do corpo.

 

  • Fatores físico-ambientais que envolvem o trabalho dos funcionários e os equipamentos utilizados durante a operação, se estão em boas condições.

Uma forma simples de entender melhor a ergonomia, é prestar atenção no dia a dia no trabalho. Na posição da mesa, do computador e no espaço que é recomendado para o funcionário ter conforto para trabalhar, por exemplo!

 

Aprimorações de Trabalho com o Meio!

 

Desde da revolução industrial o homem veio cada vez mais se preocupando aprimorar as suas relações de trabalho com o meio.

 

Entretanto, essa preocupação não é de agora, muitos estudiosos, como Leonardo da Vinci há séculos repararam algumas deformações e doenças em pessoas de acordo com as funções que elas exerciam. Depois, seguindo o mesmo raciocínio Hipócrates, Platão, Plínio e Lucrécio deram ênfase mais ainda na questão.

 

Porém, não se falava ainda como essas questões poderiam influenciar dentro do mercado trabalho.

 

Mas quando houve a primeira revolução, grandes contribuidores iniciam processos que melhoram as condições de trabalho dos colaboradores. O que deu início hoje nos princípios que a ergonomia estabelece em vários ambientes.

 

Os pioneiros foram, Bernard Forest, Bernardino Ramazzini, Philibert Patissier, Frederick Taylor, Henry Ford e Jules Amar.

 

Postura da Empresa Com a Ergonomia

 

Segundos os estudos realizados há séculas por grandes estudiosos que  até hoje são importantes para a sociedade, a grande tarefa da ergonomia é regular o ambiente de trabalho para atender as condições e limitações físicas do indivíduo de forma que reduza os problemas físicos e psicológicos.

 

No entanto, se a empresa não seguir as exigências consideradas pela ergonomia, pode sofrer com grandes prejuízos, como perda de funcionários, faltas excessivas e até mesmo um processo pelo Ministério do Trabalho.

 

Por isso, a postura da empresa é essencial diante da ergonomia para ser capaz de implantar novos procedimentos e fazer novas adaptações no ambiente em que os colaboradores executam suas atividades laborativas de forma adequada.

 

Tipos de Ergonomia Que as Empresa Devem Conhecer!

 

Existem três tipos de ergonomia no ambiente de trabalho que toda empresa deve ter conhecimento para aplicar no local em que seus colaboradores executam atividades regulares.

 

São elas:

 

  • Ergonomia física;
  • Ergonomia cognitiva;
  • Ergonomia operacional ou organizacional.

 

Para entendermos melhor sobre elas, vamos conhecer as suas principais definições que agregam dentro do ambiente de trabalho. Confira!

 

Ergonomia Física:

 

A ergonomia física, o nome já transparece do que ela se trata diretamente. O trabalho ergométrico com essa definição é voltado para o homem no aspecto físico, respeitando fisiologia, anatomia, biomecânica.

 

Visa estudar como o ambiente de trabalho influencia na musculatura, articulações, postura, os movimentos necessário a serem realizados, dentre os outros.

 

Dentro desse estudo, encontramos 4 modalidades que são avaliadas nas empresa para melhorar as condições físicas dos funcionários.

 

  1. Ergonomia de correção;
  2. Ergonomia de concepção;
  3. Ergonomia de conscientização;
  4. Ergonomia participativa.

 

Basicamente, a ergonomia física trabalha os movimentos corporais que são realizados ao executar as tarefas laboratoriais, como a correção de postura, manuseamento de máquinas e objetos e outros cuidados. Isso tudo para conscientizar e preservar as saúde física do indivíduo.

 

Ergonomia Cognitiva:

 

Diferente da ergonomia física, a cognitiva cuida da parte emocional do funcionários.

 

Ela tem como principal objetivo avaliar e intervir nas questões que influenciam o nível mental do trabalhador, como estresse no ambiente de trabalho, melhoria na interação entre colegas e líderes, treinamentos e outros fatores que melhoram o desenvolvimento dos profissionais.

 

Ergonomia Operacional ou Organizacional

 

A ergonomia operacional ou organizacional, consiste em otimizar os sistemas sociotécnicos, processos e políticas da empresa.

 

Ela visa cuidar dos processos de comunicação interna da empresa, atividades executadas em grupo, os projetos participativos realizados dentro da companhia, o trabalho cooperativo e muitos outros trabalhos são desenvolvidos nesse modelo de ergonomia.

 

Os Tipos de Ergonomia Estão Interligados!

 

Apesar dos tipos de ergonomia tratarem de partes diferentes no ambiente de trabalho, elas estão completamente ligadas e focadas na saúde e no bem-estar dos trabalhadores.

 

Como vimos acima, a ergonomia se preocupa desde da mente até o local de trabalho do indivíduo. O que mostra uma grande preocupação da empresa em conservar a vida de seus funcionários com os seguintes benefícios:

  • Trabalhador satisfeito;
  • Aumento de produtividade;
  • Clima organizacional favorável;
  • Menos chance de acidentes e outras doenças ocupacionais;
  • Menos chance de depressão, ansiedade e estresse;
  • Redução do número de desligamentos;
  • Redução da frequência de faltas e atrasos;
  • Trabalhador sente orgulho da empresa;
  • Imagem da empresa favorável no mercado.

 

Além disso, essa preocupação agrega de forma única na relação entre patrão e funcionários. Os cuidados estabelecidos nos diferentes setores, geram um sentimento de cooperatividade dos trabalhadores, por se sentirem protegidos e resguardados.

 

2019-08-22T18:40:24+00:00
×